Participe!

Participe!

quarta-feira, 28 de janeiro de 2015

Mensagem do Papa para o Dia Mundial das Comunicações Sociais 2015

Comunicar a família: ambiente privilegiado do encontro na gratuidade do amor

O tema da família encontra-se no centro duma profunda reflexão eclesial e dum processo sinodal que prevê dois Sínodos, um extraordinário – acabado de celebrar – e outro ordinário, convocado para o próximo mês de Outubro. Neste contexto, considerei oportuno que o tema do próximo Dia Mundial das Comunicações Sociais tivesse como ponto de referência a família. Aliás, a família é o primeiro lugar onde aprendemos a comunicar. Voltar a este momento originário pode-nos ajudar quer a tornar mais autêntica e humana a comunicação, quer a ver a família dum novo ponto de vista.

Podemos deixar-nos inspirar pelo ícone evangélico da visita de Maria a Isabel (Lc 1, 39-56). «Quando Isabel ouviu a saudação de Maria, o menino saltou-lhe de alegria no seio e Isabel ficou cheia do Espírito Santo. Então, erguendo a voz, exclamou: “Bendita és tu entre as mulheres e bendito é o fruto do teu ventre”» (vv. 41-42).

Este episódio mostra-nos, antes de mais nada, a comunicação como um diálogo que tece com a linguagem do corpo. Com efeito, a primeira resposta à saudação de Maria é dada pelo menino, que salta de alegria no ventre de Isabel. Exultar pela alegria do encontro é, em certo sentido, o arquétipo e o símbolo de qualquer outra comunicação, que aprendemos ainda antes de chegar ao mundo. O ventre que nos abriga é a primeira «escola» de comunicação, feita de escuta e contacto corporal, onde começamos a familiarizar-nos com o mundo exterior num ambiente protegido e ao som tranquilizador do pulsar do coração da mãe. Este encontro entre dois seres simultaneamente tão íntimos e ainda tão alheios um ao outro, um encontro cheio de promessas, é a nossa primeira experiência de comunicação. E é uma experiência que nos irmana a todos, pois cada um de nós nasceu de uma mãe.

terça-feira, 27 de janeiro de 2015

Semana Missionária em Defesa da Vida

O Padre Pedro Stepien - Presidente do Pró-Vida de Brasília realiza visita missionária em Defesa da Vida no Rio de janeiro.

Programação:
Dia 27/01/15 – Largo da Carioca – às 10h em frente ao  portão de acesso ao Convento Santo Antônio.  Oração do terço – Panfletagem e Palestras, finalizando com a oração do terço da Divina Misericórdia às 15h.
Dia 28/01/15 – Praia de Icaraí – Início às 10h. Oração do terço – panfletagem e palestras, finalizando com a oração do terço da Divina Misericórdia às 15h.
Dia 29/01/15 – Praia de Copacabana – Início às 10h. Oração do terço – panfletagem e palestras, finalizando com a oração do terço da Divina Misericórdia às 15h.
Dia 30/01/15 – Visita as gestantes da cracolândia e Baixada Fluminense.

Maiores informações:
Joana – 98886-7224

Vamos comparecer e participar da semana Missionária em Defesa da Vida.

quinta-feira, 22 de janeiro de 2015

Santa Gianna é a patrona do Encontro Mundial das Famílias

Canonizada em 2004, pelo papa João Paulo II, Santa Gianna foi declarada patrona das mães, das crianças não-nascidas e do Encontro Mundial das Famílias.
De 22 a 25 de setembro próximo, acontece o 8º Encontro Mundial das Famílias, na Filadélfia. O tema escolhido é "O amor é a nossa missão: a família plenamente viva". As famílias e grupos de peregrinos que desejam participar do evento, com o papa Francisco, já podem se inscrever pelo site oficial.

Mãe e santa
Santa Gianna nasceu em 4 de outubro de 1922, falecendo no dia 28 abril de 1962. Foi médica pediatra italiana, esposa e mãe. Recusou-se a praticar o aborto de seu quarto filho por complicações na gravidez, tendo fibroma no útero; mesmo correndo risco de vida.
Pietro, o marido de Gianna e seus filhos Laura, Pierluigi e Gianna, estiveram na cerimônia de canonização. Pela primeira vez na história da Igreja que um marido testemunhou a canonização de sua esposa. Em sua homilia, o papa João Paulo II disse que Santa Gianna é "mais do que nunca, uma mensagem significativa do amor divino."
O milagre reconhecido pela Igreja Católica para canonizar Gianna Molla envolveu uma mãe, Elizabeth Comparini, que teve complicações na 16ª semana de gravidez. Ela rezou para Santa Gianna, pedindo a intercessão da beata pela vida do filho, que nasceu saudável.

Fonte: http://arqrio.org/noticias/detalhes/2896/santa-gianna-e-a-patrona-do-encontro-mundial-das-familias

sexta-feira, 16 de janeiro de 2015

Que as famílias não percam a capacidade de sonhar, diz Papa

No encontro com as famílias nas Filipinas, Santo Padre falou da importância da família sonhar e rezar unida.

Que a família nunca perca a capacidade de sonhar. Esta foi uma das mensagens deixadas pelo Papa Francisco às famílias das Filipinas no encontro que teve com elas nesta sexta-feira, 16, em sua visita ao país. Falando várias vezes de improviso, em espanhol, Francisco também destacou a necessidade da família permanecer em Deus e rezar sempre unida.
O discurso do Papa se concentrou na figura de São José, que muitas vezes aparece nas escrituras repousando enquanto lhe é revelada em sonho a vontade de Deus. Francisco disse que não é possível uma família que não sonhe pois, sem essa capacidade, os filhos não crescem e o amor se perde.
“Por isso, recomendo a vocês que à noite, quando fizerem o exame de consciência, se coloquem essa pergunta: hoje sonhei com o futuro dos meus filhos? Sonhei com o amor do meu esposo, da minha esposa, sonhei com meus pais e avós que fizeram a história também? É tão importante sonhar. Primeiro de tudo sonhar em uma família. Não percam essa capacidade de sonhar”.
O Santo Padre observou que Deus também fala com o homem nos momentos de repouso, quando ele coloca de lado seus deveres e atividades diárias. A partir disso, o Papa pediu que as famílias considerem três aspectos, em especial: repousar no Senhor, levantar-se com Jesus e Maria e ser voz profética.
“O repouso é essencial também para a nossa saúde espiritual, para podermos ouvir a voz de Deus e compreender aquilo que nos pede”. E para que cada cristão possa providenciar uma casa para Jesus, a exemplo da Sagrada Família, é preciso repousar em Deus, encontrar tempo para rezar, mesmo diante dos afazeres da vida cotidiana.
“Se não rezarmos, nunca conheceremos a coisa mais importante de todas: a vontade de Deus a nosso respeito. Além disso, durante toda a nossa atividade, na multiplicidade das nossas ocupações, conseguiremos verdadeiramente pouco sem a oração”. 

segunda-feira, 12 de janeiro de 2015

Batismo do Senhor

D. Orani João Tempesta
Cardeal Arcebispo do Rio de Janeiro

A Festa do Batismo do Senhor, celebrada no domingo depois da Epifania, encerra o ciclo natalino e completa as Festas das Manifestações do Senhor. Comemoramos o Batismo de Jesus por São João Batista nas águas do rio Jordão. Sem ter mancha alguma que purificar, Jesus quis submeter-se a esse rito tal como se submetera às demais observâncias legais, que também não O obrigavam.
O Senhor desejou ser batizado, diz Santo Agostinho, “para proclamar com a sua humildade o que para nós era uma necessidade”. Com o Batismo de Jesus, ficou preparado o Batismo cristão, diretamente instituído por Jesus Cristo e imposto por Ele como lei universal no dia da sua Ascensão: Todo poder me foi dado no céu e na terra, dirá o Senhor; ide, pois, ensinai a todos os povos, batizando-os em nome do Pai e do Filho e do Espírito Santo (Mt 28, 18-19).
No Batismo do seu Filho, o Pai apresenta, manifesta a Israel o Salvador que ele nos deu, o Menino que nasceu para nós: “Tu és o meu Filho amado; em ti ponho o meu bem-querer”, ou, segundo a versão de Mateus: “Este é o meu Filho amado, em quem me comprazo”! (3,17)
Estas palavras contêm um significado muito profundo: o Pai apresenta Jesus usando as palavras do profeta Isaías, que ouvimos na primeira leitura da missa. Mas, note-se: Jesus não é somente o Servo; ele é o Filho, o Filho amado! O Servo que o Antigo Testamento anunciava é também o Filho amado eternamente! No entanto, é Filho que sofrerá como o Servo, que deverá exercer sua missão de modo humilde e doloroso!
Às margens do Jordão, Jesus foi ungido com o Espírito Santo como o Messias, o Cristo, aquele que as Escrituras prometiam e Israel esperava. Agora, Ele começa publicamente a missão de anunciar e inaugurar o Reino de Deus. Esta missão, Ele começou desde que se fez homem por nós; agora, no entanto, vai manifestar-se publicamente, primeiro a Israel e depois a toda a humanidade. É na força do Espírito Santo que Ele pregará, fará seus milagres, expulsará Satanás e inaugurará o Reino; é na força do Espírito que Ele viverá uma vida de total e amorosa obediência ao Pai e doação aos irmãos até a morte e morte de cruz.

segunda-feira, 5 de janeiro de 2015

Abertas inscrições para Encontro Mundial das Famílias

Estão abertas as inscrições para o Encontro Mundial das Famílias, que acontecerá na Filadélfia, de 22 a 25 de setembro deste ano. No encontro, os participantes terão a oportunidade de encontrar-se com o Papa Francisco, que se fará presente no evento.
Os interessados podem se inscrever em famílias, grupos ou na categoria individual. A inscrição garantirá acesso ao Centro de Convenções da Pensilvânia, nos quatro dias do evento, além de reserva em hotel. São oferecidos pacotes de acordo com o tipo de inscrição. O site está disponível em diversos idiomas, inclusive português.


Durante o Encontro Mundial das Famílias, haverá também uma creche para crianças menores de seis anos de idade. O Congresso, para maiores de 18 anos, será composto de sessões que abordarão maneiras de fortalecer os laços familiares, diante dos desafios que enfrentam a família no contexto atual.
O Encontro Mundial contará com dois grandes Congressos, sendo um para adultos e o outro para jovens entre 6 e 17 anos. Serão oferecidos programas interativos para os jovens, buscando favorecer reflexões sobre a missão de amor em uma família.
A expectativa da organização é receber 15 mil delegados de mais de 150 nações. Cerca de 100 palestrantes de diferentes partes do mundo irão contribuir com o debate dos temas.
De acordo com o arcebispo do Filadélfia, Dom Charles J. Chaput, o Encontro Mundial das Famílias será uma oportunidade de debater questões da família, buscando oferecer caminhos pastorais para enfrentar as dificuldades da vida familiar.

Fonte: http://noticias.cancaonova.com/abertas-inscricoes-para-encontro-mundial-das-familias/